domingo, 4 de março de 2012

Clareando pensamentos


Ela falava de sonhos sem medo de parecer ridícula. Gostava da leveza descompromissada de vez ou outra marcar encontro com seu livro favorito. Colecionava filmes água com açúcar sem se preocupar com o que achavam do seu intelecto. Enquanto todos buscavam o dourado do sol, ela comemorava o cheiro da chuva perfumando a casa. Afinal,era feita de barro, podia ser moldada de acordo com os dias e se o resultado não fosse o esperado, se deixava quebrar e se refazia. 

Redescobriu novos sabores nas palavras: tranquilidade, equilíbrio, alegria, palavras conhecidas que agora eram degustadas, lambuzadas, vividas. Descobriu com tristeza pessoas vazias. Não sabia se existia culpa, apenas identificou uma necessidade urgente de atenção, cuidado, tempo. Pois é, a gente precisa dedicar um pouco mais tempo pra um sorriso, um abraço, um conte comigo. Pessoas ficam amargas porque ficam por muito tempo sem experimentar o doce sabor da palavra gentileza. Só consegue ser gentil quem não espera nada em troca.

Estava agora, em um de seus passeios noturnos a conversar com o vento. E quando a noite era só breu, enfeitava os cabelos com estrelas para clarear os pensamentos.

Amanhã eu fico triste... amanhã!
Hoje não... hoje eu fico alegre!
E todos os dias, por mais amargos
que sejam, eu digo:

Amanhã eu fico triste, hoje não...


[Poema encontrado na parede de um dos dormitórios de crianças do campo de extermínio nazista Auschwitz]

Caminhei horas na praia sozinha. Num dia daqueles que não tem sol. A areia branquinha que dava gosto, quase que me chamando pr'eu parar e construir um castelo com ela. Mas sentei foi na beirinha do mar. Molhei os pés e vezenquando a água vinha e molhava um pouco mais da barra da minha saia. Fiquei lá até escurecer. Sonhando-chorando-pedindo. Não existe oração mais bonita que essa. É uma conversa direta com Deus. Porque tem dia que não dá pra segurar a barra sozinha.

Amar é uma confissão


Amar é justamente quando um sussurro funciona melhor que um grito. Amar é não ter vergonha de nossas dúvidas, é falar uma bobagem e ainda se sentir importante. É lavar louça e nunca estar sozinho. É arrumar a cama e nunca estar sozinho. É aquela vontade danada de andar de mãos dadas durante o dia e de pés dados durante a noite.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A opinião alheia na sua vida



Ás vezes penso que as pessoas se preocupam demais com poucas coisas. Sempre tem alguém ligando para a opinião alheia, dando bola para as críticas e esquecendo de viver. Esquece que provavelmente existem várias pessoas que gostam de estar ao seu lado: que não cobram nada por isso, entendem seus defeitos, elogiam suas qualidades e vez ou outra te dão aquele toque de amigo se você está errado e não quer assumir. Gosto de sempre guardar uma memória ou uma lembrança daqueles do qual são próximos de mim.
Quando preciso de um conselho, de um ombro amigo ou alguém para desabafar, me lembro que existem pessoas que estarão ao meu lado, e é só dar um telefone e pronto: elas vão me ajudar quando eu precisar. Venho percebendo que existe muita gente que ainda liga para o que os outros pensam deles… que deixam de viver suas vidas por causa disso. Que se importam demais. Sempre uso da minha velha filosofia: “só valorizo o que os meus melhores amigos e a minha família pensam de mim.” E só.
Claro que precisamos dar ouvidos à alguns comentários, mas a outros não. Sabe por quê? Por que sempre vai existir alguém apontando nossos defeitos. Sempre vai ter alguém que vai querer nos mudar, decidir nossos pensamentos, querer que a gente concorde com a sua opinião para tudo.
E é preciso aprender que vamos nos deparar, inúmeras na vida, com pessoas que vão querer nos colocar para baixo. Que vão falar nas nossas costas, que vão dizer coisas que não são verdade. E o melhor que podemos fazer? Ignorar. Simplesmente fingir que você não ouviu. Por que o que realmente querem é nos magoar, ver que nos machucamos com qualquer que seja a opinião. E não precisamos disso. Ninguém realmente precisa apontar o que tem de errado nos outros para se sentir melhor. E se a única forma de gostar de si mesmo é colocando os outros para baixo… aí é por que tem um sério problema!

(Des)Combinado


Sempre precisei de um pouco de atenção. Não gosto de ser mais uma, eu gosto da atenção, não da total atenção, mas da devida atenção de quem tem a minha. Eu gosto do cuidado e das palavras de carinho, eu gosto é daquele olhar de mar, de imensidão, olhar de quem quer amar. É que eu sempre quero ir até o fim, lambendo os dedos, com eterno gosto de quero mais. Eu sempre quero mais.

Eu me apego. E gosto e quero, fico envolvida. Não adiantar me pedir para não fazer, sou facilmente cativada. Não vejo como um defeito, mas claro, não é minha maior virtude. E a culpa não é só minha, sinceramente eu não sou de inventar coisas não. Eu junto meus fatos e minhas vontades, eu junto palavras e um bocado de gestos. Vou juntando tudo como quem faz bolo. E embolo.

Eu quero a verdade, somente a sinceridade e não quero frases de migalhas. Eu não quero só um corpo, eu tenho o meu. Eu quero alguém de carne, osso e sentimentos. Não quero os seus ressentimentos, quero os sentimentos. Os mais novos, dos mais quentes, tons quentes, beijos quentes. Eu quero mais, mais do que um corpo sobre o meu. E se não for assim, que não seja nada. De nada estou cheia e sempre acordo com gosto de nada na boca. E sonho com nada. Sempre esse nada, como se fosse muito, como se bastasse. Parece que não vê, que não sente, que não vive junto comigo toda vez que segura a minha mão. Não me venha com essa cara de nada.

Continuo fingindo então. Finjo que não ligo, finjo que sou moça forte e que não sinto ciúme. Eu finjo que é casual. Finjo até a existência. Finjo que me diz a verdade e finjo que não sei o que se passa. E passa pouco. Assim fica fácil pra fingir. Ignoro também, a sua falta de tato, o meu excesso, as suas falhas, o meu desacordo no nosso acordo, ignoro por completo a realidade e digo assim, com voz firme para mim mesma: um dia de cada vez. Assim acredito no sentimento do dia, que pode sempre mudar na próxima hora.

Gente com jeito de flor


Quando o dia é ruim, e nós esbarramos em pessoas que carregam todas as mágoas no bolso, e uma vontade imensa de jogar nos outros os problemas que não conseguem superar, nós abrimos os olhos do coração e enxergamos outras pessoas, com jeito de fada, e um abraço na medida certa pra nós, onde os problemas tem até medo de chegar.
Aí eles falam o que precisamos e merecemos ouvir, e espalham sementes de paz na vida da gente.


São anjos... Ou amigos. 
Chame como quiser.

"Vou inventar avós que nunca morrem e cachorros também... Eu vou inventar uma verdade sem problemas e um caminho doce pra poder voltar e catar todos os caramelos que tiraram de mim... E mesmo que tudo dê errado, mesmo assim, não tem problema. Eu deito no telhado de uma casa qualquer, olho pro céu e invento uma nuvem que chove sorrisos, bem em cima de mim."

"Não foi ter perdido o amor, nem o trabalho, nem os amigos. O pior foi ter perdido o sorriso. Pelas estradas que hoje passo não existem atalhos. Apenas deslizamentos, pontes caídas e incontáveis buracos. Mas continuo a pular os obstáculos."

"A vida é tão maravilhosa porque também é feita de colos,
de feridas que cicatrizam, de amigos que celebram ou choram junto.
Feita de pessoas apaixonadas e apaixonantes, possíveis e impossíveis,
pessoas que se entregam, pessoas que se privam,
pessoas que machucam, pessoas que chegam pra curar;
desencadeadores de poemas, de sorrisos, de lições de vida
que ficarão guardadas para sempre...
A vida é tão maravilhosa porque ela nos compensa com ela mesma."

Sou adepto de abraços demorados, sonhos realizados, amor incondicional, tardes de sol, alegria sem razão, brisa do mar, noites de luar.
Estou do lado de quem ama, de quem busca reacender todos os dias essa chama, de quem sorri para o mundo, de quem diz sim para vida e celebra o simples fato de ser exatamente quem se é.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Minha vida



Aprendi que meninas boazinhas colecionavam elogios e presentes.
Eu colecionava bolinhas de gude e cicatrizes.
Hoje, enquanto algumas esperam viver um conto de fadas,
eu já beijei príncipe que virou sapo,
construí castelos para morar sozinha,
despedi a fada madrinha, escolhi viver com o “lobo”,
ouvi várias histórias, mas resolvi escrever a minha.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012


Tá faltando homem com pegada, homem que assuma seus afetos, homem que se apaixone, e que se dane o que os outros pensam.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012


Só quero o que for verdadeiro!
Não é porque o carnaval está chegando que eu sou obrigada a conviver com mascarados o tempo inteiro.

Contrabando


Não me enquadro nos padrões normais do sentir. Me espalho fácil, desde que encontre canais que me levem para os tubos de ensaios da alma. Sou a fórmula que não deu certo, por ser inalterável. Não possuo veias, por dentro só possuo uma caneta bic, ela me altera, me rasura, estoura e me mancha feito aquarela de uma cor só. Desde então transbordo nas linhas que minha máquina desumana tanto despreza. Tenho gosto de lágrima, por estar próxima demais do amor. Tenho pesadelos, mas sou devota dos sonhos. Gosto do que não convém e não possuo nenhuma etiqueta demarcando meu prazo de validade. Sou um produto manufaturado que não possui nota fiscal, meu alento é contrabando, não preciso de prisão, tenho mania de espetar coração.

domingo, 12 de fevereiro de 2012


Tem gente que tem o dom de ser anjo. E em um simples abraço, espanta todos os medos que temos em nosso coração.
Tem gente que quando sorri, ilumina nossos pensamentos, e afugenta a insegurança que, por ventura, se esconde entre um sorriso e outro.
Tem gente, que segura a nossa mão tão firme, que não há espaços para agarrarmos qualquer problema, então a gente faz um embrulho com nossas dúvidas e entregamos pra Deus cuidar.
Tem gente, que sabe amar sem pedir nada em troca, amar com a simples intenção de enfeitar a alma da gente de alegrias.

"Não acredite em derrotas. Lembre-se de que, pela bênção de Deus, você está agora em seu melhor tempo – o tempo de Hoje, no qual você pode sorrir e recomeçar."

Dos sorrisos radiantes


O seu ar petulante e seus cabelos revoltos só mostram que ela não serve para ser domada. Ela nunca gostou de ganhar seus beijos, bom mesmo era roubá-los. Ao morder suas bochechas ela realmente queria irritá-lo. Acredite, nada no mundo era mais bonito de se ver. Ao fechar a cara e depois amolecer com um sorriso do tipo "eu não resisto a você" , ela tinha certeza de seu amor e só assim, com o coração repleto do melhor sentimento, ela radiante, sorria também.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

"Basta acreditar que um novo dia vai chegar."


Hey! Querem saber? CHEGA! Chega de ficar triste. De ficar choramingando pelos cantos. Se hoje eu tô aqui vivendo isso, nada mais é do que o resultado das minhas escolhas! Minhas! Do caminho que eu escolhi achando ser o certo. E dai se não foi? Até quando eu vou ficar me remoendo pelo que passou e me colocando no papel de vítima de algo que é consequência do que eu mesma escolhi? Sabem, chega de chorar, de resmungar. De achar que é o fim do mundo! Pelo contrário! Tudo tá só começando! E se não deu certo hoje, amanhã há de dar! Chega de achar que nada mais vai dar certo porque hoje um romancezinho bobo não foi pra frente! Sério que eu tava mesmo triste só por isso? Um mundo inteiro lá fora e eu aqui dentro vivendo minha tristeza porque não deu certo com alguém?

Valha-me, Deus! Até quando eu ia ficar de olhos fechados pra tanta coisa lá fora? Bora viver, que a vida não espera!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012


"Poderia seguir meu sonho, mas não lembro dele essa manhã. Hoje acordei pra viver, levantar e seguir em frente. Porque a vida sempre pede um pouco mais da gente. Veja bem, a vida, não os outros. Hoje vou viver pra esperança, pra coisas bonitas e sorrisos largos. Mesmo que tudo dê pra trás. Hoje vou andar de mãos dadas com meu anjo da guarda e prometo me esforçar pra ser boa. Hoje vou viver na Terra cheia de Céu." 

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Aprendizagem


"...Aprendi com os meus próprios erros que sofrer não torna mais poético, chorar não deixa mais aliviado e implorar não traz ninguém de volta. Aprendi também que por mais que você queira muito alguém, ninguém vale tanto a pena a ponto de você deixar de se querer. Eu que gritei para tantas pessoas ficarem, hoje só quero mesmo é que elas sumam de uma vez por todas. E em silêncio, que é pra ninguém ter porque se lamentar."

Todos os amores deveriam ser possíveis.


Pessoas não deveriam chegar, nem antes, nem depois. Tudo deveria ser exatidão, pontualidade vital para que o amor aconteça. A Terra deveria girar com esse único propósito: o encontro das almas. O resto seria resto e tudo seria para sempre. Brilhar para sempre, brilhar como um farol. Brilhar com brilho eterno.

domingo, 5 de fevereiro de 2012


"A receita é infalível: ocupe-se com que lhe causa encantamento. E tudo a que chamamos de " problemas" fica pequeno, perto do fascínio daquilo que chamamos de VIDA."

sábado, 4 de fevereiro de 2012


Cada vez me convenço que todos os caminhos que eu fiz para chegar onde estou, foram escolhidos por Deus.
Cada conquista, cada aprendizado, cada decepçao, cada sorriso, cada dúvida...
Se pudesse refazer o mesmo caminho eu faria, com passos mais leves e pés descalços; com toda fé que sempre me transbordou e com menos medo talvez - porque quando se carrega um mundo dentro de si, nao há o que temer.
Me permito falhar, mas minha vontade de acertar é maior que eu, e eu vou!
O tempo me trouxe amadurecimento, paz e uma vontade florida de ir além.
Além de tudo que penso ser o limite, além de tudo que os outros acham que é ou nao certo. Além das minhas próprias expectativas...
E cada vez mais, me convenço que tudo que vivi até aqui é minha maior recompensa.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

...Somando os prós e os contras, as boas e más opções, onde, afinal, é o melhor lugar do mundo?



Meu palpite: dentro de um abraço.

Que lugar melhor para uma criança, para um idoso, para uma mulher apaixonada, para um adolescente com medo, para um doente, para alguém solitário? Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve...

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012


Pra mim a felicidade é pequenininha, e cabe inteirinha dentro do meu abraço.
Acorda sorrindo, e falando sem parar. Tem no olhar a pureza de quem não sabe o que é maldade. E na cabecinha milhares de perguntas.
Mãozinhas que mexem em tudo de forma desajeitada.
E uma vontade gigante de ler todas as palavras do universo.
Pra mim a felicidade tem cheirinho de chulé e chocolate.
Gosta de comer na hora errada e almoçar leite com achocolatado.
Quer ser piloto, professor de escrevinhar, médico pra furar a testa das pessoas, e procurador de ossos de dinossauros.
A felicidade pra mim, está na animação da pixar, que o DVD não cansa de exibir.
Nos livros cheios de gravuras e histórias onde o impossível não existe.
No abraço gostoso em um dia feio.
Felicidade é ter um amor que a gente sabe que nunca vai acabar.
Que diz mil vezes que me ama, e (com toda força do mundo) eu sei que posso acreditar.
Felicidade tem nome, (o meu) sobrenome, usa boné e chuteira e tem o sorriso mais lindo do (meu) mundo.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Um lugar


Eu não sou só drama, não sou só frases tristes e nem sou só decepção. Eu sou dias de risos também, sou Sol e gosto do Sol. Sou dança e música, pois eu adoro música e gosto de cantar bem alto com os olhos fechados. Só que canto para mim, só pra mim e por vezes fico com vergonha de cantar para alguém, aí eu canto baixinho, ouve quem quer ouvir. Sou abraço também e filme de comédia. Sou louca, dessas que não tem certeza, dessas que fala muito e que troca de assunto sem nem perceber. Sou montanha russa. Sou contraditória.

Por esses dias tenho sido tranquilidade e tenho amado viver cada dia. E cada dia tem tido lá sua dose de importância. Acho que deve ser assim. Eu tenho sido compreensão também, das grandes, e venho consolando as minhas próprias tristezas. O meu coração anda bem, continua com o tum tum costumeiro. Ele quer brincar. Sabe o vazio? Não existe mais. É que alguns espaços estão ocupados e eu tenho tido mais cuidado com cada canto. Afinal, é tudo meu e sou eu.

Eu sou as minhas escolhas, e ando dizendo não quando quero. Estou tentando me respeitar. Algumas pessoas não fazem isso por mim, então procuro fazer pelos dois. Eu digo sim também, digo sorrindo, querendo até o fim do fio do meu cabelo (que agora tem as pontas loiras). Gosto de dizer sim, gosto das oportunidades e de pensar que posso morar em algum mundo que não seja o meu. Que talvez seja o seu.

Acho que estou procurando um lugar para morar: que tenha flores, água tratada, portas abertas, os móveis até podem ser velhos, mas que, por favor, que caibam todas as roupas que quero guardar, inclusive os objetos e as fotos. Que seja aconchegante, que tenha um sofá em que eu possa dormir nas madrugadas. E o principal, que tenha espaço onde eu possa construir. 

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

I am


Não sei o nome disso que estamos sentindo um pelo outro e também não me importa.
Pode ser o ápice ou o precipício, e tudo bem.
E também não sei se teremos habilidade para cultivar isso por três semanas ou por três décadas inteiras.
Só sei que agora estou interessada em saber como será o próximo passo.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012


"No meio, a gente descobre que precisa guardar a senha não apenas do banco e da caixa postal, mas a senha que nos revela a nós mesmos. Que passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que as mesmas coisas que nos exibem também nos escondem (escrever, por exemplo).

Que tocar na dor do outro exige delicadeza. Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência. Que não é preciso se estressar tanto em busca do orgasmo, há outras coisas que também levam ao clímax: um poema, um gol, um show, um beijo.

No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário. Que é mais produtivo agir do que reagir. Que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue. Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo."

domingo, 29 de janeiro de 2012

Não se assuste, meu bem.


Por que se assustar com o que é bonito, com o que é natural, com o que acontece sem que possamos impedir? Não se assuste, meu bem, se de repente parecer que o universo se reduziu a nós dois. Sabe, foi bom te encontrar por aí, foi bom encontrar em você tudo o que eu não sabia que precisava. Então não se assuste, não vá embora, não esconde o que você sente debaixo do tapete sujo da sala. Fica aí. Me observa chegar de mansinho, abre os teus abraços e vamos descobrir o que a vida tem guardado pra nós dois. Chega de uma vez por todas e arranca esse controle da minha mão, coloca meus pés no chão e me mostra com quantas mãos, com quantos passos, com quanta vontade a gente constrói uma história com a nossa cara. Fica aí. Adoro quando você fica assim: imóvel, me observando sorrir, tentando desvendar o que passa pela minha cabeça. A resposta? Você. Você e esse seu sorriso, você e essa sua mania de passar as mãos pelo cabelo, você e esse seu olhar que não me deixa fugir. Não se assuste se eu me apaixonar: só tenha sustos se todos eles forem de amor. Não se assuste, meu bem, não se assuste se eu já estiver apaixonada. 

sábado, 28 de janeiro de 2012



Se afastar e ir embora também é um ato de coragem. Porque amor não se implora. Aliás, se é amor não tem porque pedir. A gente dá de coração. Sem porquês. Sem imploração ou angústia de não saber o que se passa com o outro. Quando é amor, a gente sente. E se não é, não existem motivos pra continuar.


Quando penso que escapei de minha timidez,
há um gesto inesperado que me faz corar e
regressar, rendido, para a ausência de lugar.
O corpo não é um esconderijo seguro.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Saber esperar alguém



Não há mais sublime sedução do que saber esperar alguém.
Compor o corpo, os objectos em sua função, sejam eles
A boca, os olhos, ou os lábios. Treinar-se a respirar
Florescentemente. Sorrir pelo ângulo da malícia.
Aspergir de solução libidinal os corredores e a porta.
Velar as janelas com um suspiro próprio. Conceder
Às cortinas o dom de sombrear. Pegar então num
Objecto contundente e amaciá-lo com a cor. Rasgar
Num livro uma página estrategicamente aberta.
Entregar-se a espaços vacilantes. Ficar na dureza
Firme. Conter. Arrancar ao meu sexo de ler a palavra
Que te quer. Soprá-la para dentro de ti -------------------
----------------------------- até que a dor alegre recomece.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012



Você só não aprende o que você não quer.
A vida tá ai te ensinando o tempo todo, basta você se disciplinar e aprender cada lição que ela te passa. 
Não adianta chorar a cada reprovação, você tem é que se recuperar, dar o melhor de si para ser aprovado com louvor.
Faça de cada lição uma experiência. E faça das experiências a sua sabedoria.


Nada cai do céu, até quando você vai ficar ai se encorajando para fazer uma coisa que você deveria ter feito há tempos.
Quando se quer uma coisa tem que busca-la e não planejando milimetricamente.
Faça agora se não amanhã você não a fará.
Tudo acontece quando você permite.
Tudo muda quando você muda.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

O que desejo



E que floresça! Essa minha vontade toda linda de viver, essa vontade toda minha de crescer, essas minhas expectativas bordadas de esperanças, os sonhos recheados de sorrisos.
Que eu floresça, desabroche, transborde.
E que a partir de hoje os risos sejam soltos, o amor seja recompensa, e a sorte me abrace forte!

Liberdade na vida é ter um amor pra se prender.


"A gente reclama muito da dependência, mas como é maravilhosa a dependência, confiar no outro, confiar no outro a ponto de não somente repartir a memória, mas repartir as fantasias. Confiar no outro a ponto de esquecer quem se foi assim que o outro esteja junto, é talvez chegar em casa e contar seu dia e só sentir que teve um dia quando a gente conta como foi. É como se o ouvido da outra pessoa fosse nossos olhos.

Amar é uma confissão. Amar é justamente quando um sussurro funciona melhor que um grito. Amar é não ter vergonha de nossas dúvidas, é falar uma bobagem e ainda se sentir importante. É lavar louça e nunca estar sozinho. É arrumar a cama e nunca estar sozinho. É aquela vontade danada de andar de mãos dadas durante o dia e de pés dados durante a noite."


Aprenda a gostar, mas gostar mesmo 
das coisas que deve fazer 
e das pessoas que o cercam.
Em pouco tempo descobrirá que a vida é muito boa 
e que voçê é umas pessoa querida por todos .

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012



Ultimamente tenho sido envolta por uma atmosfera de paz. De bem estar interior.
Aquela sensaçao que voce carrega por dentro quando teus dias amanhecem azuis e os pensamentos limpos.
O poder deitar e dormir tranquila sem me lastimar ou me culpar por nada.
Já nao me condeno por coisas que falei e foram mal interpretadas.
Nao me entristeço por algumas pessoas terem saído de minha vida, sei que Deus as afastou em resposta a todas as minhas oraçoes.
Nao me abalo mais por fofocas e intrigas de quem nao conhece metade do que sou.
Nao fico mais chateada com pessoas que firmam disputas desnecessárias, como se a vida fosse uma eterna competiçao de bens e dotes.
Se alguém me xingar, sorrio.
Se alguém me desejar mal, desejo a paz no coraçao desta pessoa.
Se alguém me atirar pedras, lanço flores.
A minha vida anda boa demais para me importar com coisas que nao me acrescentam, apenas me borram sorrisos.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Vai, vai, vai... viver


Não vive quem se economiza, quem quer felicidade parcelada em 24 vezes sem juros.
Aliás, ser feliz nem está em pauta.
O que está em pauta é a busca, a caça incessante ao que nos é essencial: ter paixões e ter amigos.
O grande patrimônio de qualquer ser humano, quer ele perceba isso ou não.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012


”Levanta dessa cama garota. Anda! Sei que tá doendo, mas levanta. Coloca uma roupa. Passa a maquiagem. Arruma esse cabelo. Ajeita a armadura. Segura o coração. Sai por aquela porta. Enfrenta o vento. Sorri pro Sol. Segura o coração. Olha pra ele. Passa reto. Não caia. Não caia. Engole o choro. Finge de morta quando ele falar com você. Seja fria. Continue andando. Enfrente seus problemas de cara.”

terça-feira, 17 de janeiro de 2012



É porque te quero claro.
Citando Guilherme Arantes pra terminar:
Eu quero te ver com saúde/ 
sempre de bom humor/e boa vontade.


"O coração só para pra depois voltar a bater; A gente só morre pra um dia voltar a nascer; A gente só perde pra saber o valor que é ter; Enfim, o ciclo e os contrários ensinando a viver."

domingo, 15 de janeiro de 2012


Hoje a saudade é tão banalizada quanto o ‘eu te amo’. Está cheio de gente por aí que diz sentir a nossa falta, mas nunca movem um dedo pra nos encontrar e matar a falsa saudade que dizem sentir. Estou um pouco saturada de emoções e sentimentos não verdadeiros. Comigo, aqui dentro mim, acontece assim: me aproximo de quem eu gosto, deixo pra trás quem não vale a pena e sou verdadeira nas minhas palavras. Talvez seja por isso que encontro tanta dificuldade em entender o que as pessoas imaginam ao falar coisas sobre sentimentos que nem elas mesmas sentem.

Apaguei as luzes, calei as vozes, me guardei por fora para dar voz ao que estava dentro. Sentimentos desencontrados esmurravam as portas do coração. Pensei em organizá-los em uma fila, um de cada vez por favor. Tá certo que as vezes precisamos bagunçar para encontrar o lugar das coisas. Aprendi que nada é tão grande como a gente vê. Ainda bem! Decidi descomplicar o simples, simplificar os dias. A gente planeja tanto, aí vem o inesperado fazendo festa, rindo dos nossos projetos megalomaníacos, nos ensinar que muita coisa depende de nós, mas que a vida é muito mais que um bloco de notas. Vem nos mostrar que não existe receita pronta, palavra certa, escolhas erradas, a vida se apresenta cada dia com uma nova roupa e cabe a nós tirá-la para dançar ou ficarmos sentados esperando a coragem chegar.
Reaprendi a construir caminhos sem me preocupar com a chegada, apenas com cada passo da caminhada.


O que deseja moça?
- Um punhado de amor.
- Alguma restrição?
- Sim. Sem aspas, por favor.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012


Eu gosto assim



Gosto quando está silêncio, gosto quando é verdadeiro. Gosto quando é espontâneo, gosto da vida assim, sem manuscritos. Gosto da vida apenas para viver, e viver livre, solta e feliz.

Ah sua boba. Você e esse teatrinho de ser durona. Quem vê até pensa, quem vê até imagina que você é assim, tão má, tão fria, tão perversa. 
Mal sabem eles como você é delicada, gentil e amável. Não com todos, aliás com ninguém. Até com sua mãe você aprendeu a não ser tão sentimentalista. Você guarda toda essa delicadeza por medo, eu sei.
As pessoas te pisam quando você é assim. Então você prefere usar essa máscara aí. Meus parabéns, viu? Engana a meio mundo, mas não a mim.
Conheço o aperto em seu coração à noite, conheço o choro baixinho, conheço seu gosto por comédia romântica, conheço você. Já te fizeram sofrer, e muito, eu sei. 
Sei também que você finge não se importar, mas se importa até demais. Sei que se preocupa, sei que ama, sei que sente. Você simplesmente esconde isso. 
Se bem que no fundo, ainda resta uma pequena esperança contida no seu coração. Você, disfarçadamente, ainda tem fé de que tudo vá dar certo. Amor, família, amigos. Um futuro, um príncipe, uma história de amor.
Você, no fim, continua sendo apenas uma garotinha que se entrega demais, que sente demais, que se machuca demais.

"Do cansaço recorrente e das poucas coisas de que tenho certeza, admito, assino e repito como um mantra: velha demais pra ilusões, nova demais pra desistir. O pensamento é turbulento, o coração é calejado, mas o fim da linha é um sonho alcançado e a ousadia é a força motriz, e eu sei que não teria paz um minuto sequer na vida se desistisse de acreditar e seguir assim."